Esalq e IFSP participam da segunda edição do VACATHON

​​​​​​​Estudantes da Esalq e do IFSP participam da segunda edição do VACATHON (Crédito: Gerhard Waller)
Editoria: 

Uma equipe de alunos da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) e do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) estão participando da segunda edição do VACATHON, desde o dia 06 de novembro, na Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora, Minas Gerais. As atividades se encerrarão dia 11 de novembro.

O VACATHON é uma maratona de programação de soluções digitais inovadoras voltadas à produção de leite. Os participantes passarão cinco dias dentro da Embrapa Gado de Leite junto com outros universitários de mais 16 universidades de diversos estados brasileiros.

Nos três primeiros dias, a Embrapa apresenta sua linha de pesquisa aos participantes que vão conhecer uma fazenda experimental, uma indústria de laticínios e terão contato com pesquisadores e especialistas das diversas áreas relacionadas à produção leiteira.

A Embrapa apresentará diferentes problemas dentro da produção leiteira e, nos últimos dois dias da maratona, as equipes terão que desenvolver um sistema ou aplicativo para minimizar ou solucionar essas complicações.

Com o professor Iran José Oliveira da Silva, do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq e embaixador da equipe, os alunos que a compõem são: Giovane Debs Guesine, pós-graduando em Engenharia de Sistemas Agrícolas (Esalq), Larissa Maniero Nazato, graduanda de Engenharia Agronômica(Esalq), Vinicius José Ribeiro de Oliveira, estudante de Analise e Desenvolvimento de Sistemas (IFSP) e Davi Silva de Lucca, estudante de Analise e Desenvolvimento de Sistemas (IFSP).

Thiago Luís Lopes Siqueira, coordenador do curso de Engenharia de Computação da IFSP, está acompanhando os estudantes de Piracicaba. Ele explica a importância de juntar as duas instituições como uma só equipe: “Ao misturarmos as duas instituições com diferentes cursos, aumenta o conhecimento da equipe possibilitando criar soluções multidisciplinares”.

“Espero que tenham sucesso e que, de alguma forma, possam inspirar outras pessoas”, disse Luiz Gustavo Nussio, diretor da Esalq.

Texto: Júlia Heloisa Silva | Estagiária de Jornalismo

Revisão: Alicia Nascimento Aguiar

08/11/2018