ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO




105 anos do CALQ traz índios Hunikuîs para a ESALQ

    Enviado em 21/05/2014 às 16:05:26

Em comemoração aos 105 anos do Centro Acadêmico “Luiz de Queiroz” (CALQ), está sendo realizado pelo CALQ, um circuito de atividades comemorativas. Com programação que teve inicio na segunda-feira, 19/05, os eventos acontecem até sexta-feira, 23/05, no campus “Luiz de Queiroz”.

Integraram a programação, até agora, a abertura da exposição de imagens antigas sobre o CALQ e o jornal O Arado, e a doação de cabelos para a Santa Casa de Piracicaba – iniciativa que integrará o projeto Outubro Rosa-, no Centro de Vivência (CV). Hoje, a atividade teve início às 9h, quando foram recepcionados vários grafiteiros do Estado de São Paulo, que vão conhecer a história do CALQ e também da ESALQ, para realizarem de forma livre, intervenções visuais no CV.

Ainda para hoje, está prevista a participação de três índios do Estado do Acre, que chegaram no campus na última segunda-feira. Durante a primeira visita, os representantes da etnia Hunikuî, Txanadasu Beija-flor, Batani e Txanamashâ, além de conhecerem a escola, estiveram em um encontro com o diretor da ESALQ, o professor José Vicente Caixeta Filho.

Os indígenas, que possuem liderança em suas aldeias, irão expor artesanatos, farão apresentação artística e também ministrarão palestra sobre sua cultura e realidade no extremo norte do Brasil. Txanadasu Beija-flor é responsável pela saúde em sua aldeia, a Terra indígena Igarapé de Cauchu. Batani, também de Igarapé de Cauchu, é professora de artesanato.

Txanamashâ, por sua vez, é professor de língua portuguesa em sua aldeia, chamada Hunikuî do Rio Humaitá. “A etnia indígena Hunikuî, é a maior do Brasil. São 10.000 pessoas divididas em 12 territórios”, comenta. Sua aldeia integra 90 pessoas que constituem 17 famílias. “Estamos sendo muito bem recebidos em todos os lugares. É um aprendizado estar aqui e vivenciar o que o branco vivencia. O intercâmbio é boa maneira de mostramos quem é o verdadeiro índio, já que a maioria das pessoas só conhecem nossa cultura por meio dos noticiários, filmes e televisão, e isso nem sempre passa a mensagem correta”, conclui.

Programação do aniversário do CALQ

22 de maio

12h: 
Palestra sobre a cultura indígena no CV

14h: Palestra com egressos da ESALQ: Edson Hiroshi Seó, Gabriel Solero. (Pavilhão de Agricultura)

17h30: Debate no Campus "Luiz de Queiroz" sobre "Estrutura de poder e governança na USP". (Anfiteatro Maracanã,

do Departamento de Engenharia de Biossistemas (LEB)).


23 de maio

19h: Seção solene em comemoração aos 105 anos do CALQ.

Mais informações pelo ianpaiva@gmail.com.



Texto: Lucas Jacinto

Estagiário de Jornalismo

21/05/2014



 



 



 


 

 

Os indígenas, que possuem liderança em suas aldeias, irão expor artesanatos, farão apresentação artística e também ministrarão palestra sobre sua cultura e realidade no extremo norte do Brasil.
Crédito: Lucas Jacinto (ACOM/ESALQ)

  

 

Copyright © 2010, CIAGRI/USP ESALQ/USP