Comitiva da Universidade de Hohenheim visitou a ESALQ

Comitiva da Universidade de Hohenheim visitou a ESALQ

Participaram da reunião representantes da ESALQ e Hohenheim (Crédito: Gerhard Waller - ESALQ/Acom)

Com a intenção de divulgar uma rede de cooperação acadêmica entre a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade de Hohenheim, da Alemanha, uma comissão da instituição alemã esteve em visita, no dia 21 de março de 2014, na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ). Andreas Pyka, vice-presidente da Coordenadoria de Assuntos Internacionais, e Gabriele Erhardt, coordenadora de projetos na Assessoria para Assuntos Internacionais, ambos de Hohenheim, foram recepcionados pela vice-diretora e presidente da Comissão de Atividades Internacionais (CAInt) da ESALQ, Marisa Aparecida Bismara Regitano d'Arce, e representantes dos departamentos da ESALQ.

Segundo Pyka, o objetivo da aproximação entre Alemanha e Brasil é a bioeconomia. “A bieconomia engloba setores da economia que utilizam recursos biológicos e processos biotecnológicos para produzir bens e serviços”. O professor alemão diz ainda que os conceitos e aplicações de bioeconomia são muito abrangentes. “Isso significa que quase todas as áreas relacionadas à sustentabilidade, à redução do uso de produtos derivados de combustíveis fósseis, à mudança de comportamentos dos consumidores, à mudança dos setores produtivos tradicionais para a bioenergia e às políticas que possibilitam essa mudança são relevantes para a bioeconomia”, conta.

Entre os objetivos da visita, além da divulgação da cooperação acadêmica internacional, que será financiada pelo Deutscher Akademischer Austaisch Dienst (DAAD), Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico, está o firmamento do convênio com a USP, em trâmite. Segundo Marisa d’Arce, já existe uma parceria iniciada com a Faculdade de Ciências Farmacêuticas e com o Instituto de Ciências Biomédicas da USP. “As intenções entre as instituições já existem. Esse convênio será assinado no âmbito da USP, não somente com a ESALQ”. Ainda segundo a vice-diretora, o conceito de bioenergia compreende tudo o que é desenvolvido no Campus "Luiz de Queiroz". “A agricultura é uma atividade biológica que visa sustentabilidade, que se da pelo lucro e pela produtividade”, comenta.

Hohenheim e ESALQ

Andreas Pyka explica que, no momento, o interesse de cooperação entre as intituições é bastante abrangente, que pode englobar diversas áreas de estudo encontradas na ESALQ. “Nosso próximo objetivo será nos aprofundar em várias dessas áreas, de acordo com o potencial que cada uma delas tem de nos levar para os caminhos que consideramos ser os mais acertados no conceito da bioeconomia”. Pyka diz ainda que, para os ideais da bieconomia, a internacionalização deste conceito é fundamental. “Os caminhos que podem ser traçados no contexto da bioeconomia são diferentes para cada país, de acordo com suas especificidades. Além disso, há muito a ser compartilhado a partir das experiências entre países parceiros”.

Segundo Pyka, por conta da necessidade de internacionalização, o DAAD financiará, no âmbito do convênio, a mobilidade internacional durante o programa, objetivando os melhores resultados possíveis para as instituições, por meio do desenvolvimento de projetos de pesquisa. “Eu penso que esta será uma excelente oportunidade para nós, professores e pesquisadores de ambas as universidades, pois temos um incentivo para nos conhecermos mutuamente, a fim de estabelecer projetos de pesquisa”. Pyka ressalta que devido a abrangência da bieconomia, são oferecidas ótimas perspectivas, e que as oportunidades de fomento também são excelentes.

Marisa d’Arce diz que já existem dois eventos previstos para este ano, que irão reunir representantes da ESALQ na Alemanha. “A primeira atividade, será um curso de verão no final de setembro, em que teremos um docente da ESALQ nos representando. Serão três semanas de curso, e uma delas ficará sob responsabilidade deste docente”, conta. A segunda atividade será uma conferência em bioeconomia também na Alemanha. “Nessa conferência, estarei participando junto com os demais colegas que se interessarem”, conclui.

Visita

Além da recepção pela manhã, que ocorreu Diretoria da ESALQ, os visitantes tiveram um encontro com os representantes dos departamentos da Escola na Sala Ceres - Edifício Central para a realização da apresentação da Universidade de Hohenheim. Em seguida, no Anfiteatro “Professor Urgel de Almeida Lima”, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN), ocorreu a apresentação do programa de mobilidade internacional e suas oportunidades, para professores, pesquisadores e pós-graduandos. No período da tarde, a comissão alemã participou de outras atividades pelo Campus, como uma palestra e uma visita ao Departamento de Economia, Administração e Sociologia (LES).

Texto: Lucas Jacinto (21/03/2014)

Data: 
21/03/2014
Boletim 15