Próxima | Anterior
 
 IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE QUALIDADE
 
   Nesta página gostaríamos de transmitir algo de nossa vivência no processo para implantação de qualidade em uma instituição pública com cerca de 3.500 pessoas envolvidas, entre alunos, docentes e funcionários. Trata-se do Campus "Luiz de Queiroz" da USP em Piracicaba/SP que reúne a Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ),  a Prefeitura da Campus Universitário (PCLQ) e o  Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). 

   Existe uma comissão denominada Comissão Interna de Gestão da Qualidade e Produtividade (CGQP) que, seguindo as diretrizes do Programa Permanente de Qualidade e Produtividade da USP, tem como responsabilidade a implantação de um sistema de qualidade na ESALQ e PCLQ. 

   A Comissão Interna é formada por dez membros e tem como missão: 

"motivar a comunidade interna do Campus "Luiz de Queiroz" para a implantação do Programa Permanente de Qualidade e Produtividade da USP". 
 

   Seus principais objetivos são: 

  • Sensibilizar e mobilizar
  • Identificar líderes
  • Levantar necessidades de capacitação
  • Organizar os programas de capacitação
  • Elaborar diagnósticos e prioridades
  • Promover a revisão de processos de trabalho
   
   Constituição da CGQP - ESALQ/PCLQ: 
 
  • Ana Maria Herling Krugner - Divisão de Atendimento à Comunidade
  • Angela Regina Pires e Peres - Assessoria da Diretoria da ESALQ
  • Beatriz Regina Duarte Novaes - Secretaria da Prefeitura do Campus
  • Gabriel Adrián Sarriés - Professor do Depto. de Matemática e Estatística
  • Janeti Lourdes B. de Moura - Divisão de Biblioteca e Documentação
  • Luiz Carlos Estraviz Rodriguez - Professor do Depto. de Ciências Florestais
  • Marcos Milan - Professor do Depto. de Engenharia Rural
  • Osmar Francisco Mantelato - Divisão Técnica da Prefeitura do Campus
  • Solange Calabresi do Couto Souza - Serviço Social
  • Vera Marli Caro - Divisão Administrativa
   Existem grupos de trabalho para atingir todos os setores do Campus, conforme a tabela abaixo: 
 
 
Público alvo
Benefícios
Alunos Capacidade de organização e de representação discente junto à Universidade
Servidores Melhoria na qualidade dos serviços e no ambiente de trabalho
Docentes e funcionários de apoio acadêmico Melhoria na qualidade dos serviços e no ambiente de trabalho.
 
   O mecanismo de implantação adotado em diferentes seções, sob responsabilidade técnica do Dr. Gabriel Adrián Sarriés, consta de: 
  1. Reunião informativa - curso de 6 hs
  2. Diagnóstico institucional
  3. Correções de problemas de relacionamento humano nas equipes - se necessário
  4. Treinamento - curso de 40 hs
  5. Implantação do Sistema de Garantia da Qualidade
  6. Manutenção e melhoria do Sistema de Garantia da Qualidade
   Na reunião informativa, com no máximo 20 participantes, são transmitidos os principais conceitos da qualidade, assim como as primeiras ferramentas a serem utilizadas visando o trabalho em equipe e melhoria das condições básicas no ambiente de trabalho. 

   As ferramentas abordadas são: 

  • O método MASP - Método de Análise e Solução de Problemas - com o objetivo de oferecer uma ferramenta versátil para resolver problemas dos setores.
  • Brainstorming - estruturado e não estruturado - para promover a participação de todos os membros dos setores na resolução de problemas de uma forma eficaz, gerando uma lista de idéias, problemas, soluções, etc.
  • Multivotação - objetiva  ajudar o grupo a selecionar os itens mais importantes identificados no Brainstorming, agrupando itens afins e votando os mais importantes.
  • Sistema GUT - Gravidade, Urgência e Tendência - para priorizar um conjunto de itens, selecionados no Brainstorming e Multivotação, a partir de uma média aritmética simples ou ponderada dos itens considerados.
  • Diagrama de Ishikawa - utilizado para estruturar as informações obtidas nas etapas anteriores de forma a visualizar o sistema como um todo e poder identificar as causas raízes de um problema, analisando as relações de causa e efeito.
  • Plano de Ação - 5W1H - cada ação é especificada, levando-se em consideração o que será feito, quando, onde, por que, por quem e como. O plano de ação deve ficar à vista da equipe no dia-a-dia para que as ações sejam executadas.
   Toda a metodologia recomendada, do MASP até o 5W1H, pode servir para planejar a execução de um programa 5S, em geral o passo inicial dentro de um programa de qualidade total. 
   O programa 5S deve ser cuidadosamente planejado para minimizar erros que podem comprometer seriamente seu sucesso. 
    
 
Próxima | Anterior
Copyright CIAGRI/USP - DME-ESALQ/USP. 
Por: Andrés E. L. Reyes (CIAGRI/USP) e Silvana R. Vicino (DME-ESALQ/USP)