Informações gerais

O Programa de Fisiologia e Bioquímica de Plantas teve início em 1988 e, desde então, vem formando profissionais nesta área do conhecimento, tendo como objetivo capacitar recursos humanos altamente qualificados para a pesquisa e docência em Fisiologia e Bioquímica, enfatizando a compreensão dos processos fisiológicos, bioquímicos e moleculares envolvidos com o desenvolvimento vegetal. As linhas de pesquisa são: a) Anatomia e desenvolvimento vegetal; b) Bioquímica e biologia molecular de plantas e c) Fisiologia de plantas. 

Escopo

Proporcionar ambiente educacional teórico-prático de excelência para a formação de recursos humanos capacitados a produzir e divulgar informações inovadoras e de impacto científico, social e econômico na área de Fisiologia e Bioquímica de Plantas e que auxiliem na prática da Agricultura Sustentável.

Objetivos

a) Capacitar recursos humanos, tanto para a pesquisa quanto para o ensino, nas áreas de Fisiologia, Bioquímica, Anatomia e Desenvolvimento de Plantas, e Biologia Molecular; b) Aumentar quantitativamente e qualitativamente a massa crítica nas áreas de concentração; c) Propor e desenvolver pesquisas de alto nível nas linhas de pesquisas do Programa.

As linhas de pesquisa principais do programa são: 1) Fisiologia de Plantas; 2) Bioquímica e Biologia Molecular de Plantas; e 3) Anatomia e Desenvolvimento Vegetal.  Os projetos destas linhas de pesquisa buscaram atender aos direcionamentos relatados no Programa Prospectar, do Ministério da Ciência e Tecnologia cujo relatório em 2003 apontou, para o Brasil das próximas décadas, os seguintes direcionamentos, entre outros, contemplados pelos projetos de pesquisa do Programa: i) Elucidação de processos bioquímicos e biológicos que possibilitem a redução do uso de agroquímicos com aumento da eficiência no controle de pragas e doenças na produção vegetal; ii) Desenvolvimento de plantas C3 com sistemas de fotossíntese modificados por técnicas de manipulação de expressão gênica que promovam alterações nos processos de fixação de CO2 e produção de biomassa; iii) Desenvolvimento de tecnologias avançadas para conservação pós-colheita e acondicionamento de produtos agropecuários "in natura" e transformados; e iv) Desenvolvimento de plantas mais adaptadas às condições adversas de fertilidade e toxidez dos solos tropicais utilizando técnicas de biologia molecular, visando o aumento de produtividade e maior sustentabilidade ambiental. Atualmente, no programa, além dos estudos da elucidação dos processos fisiológicos, bioquímicos e moleculares, busca-se despertar na comunidade acadêmica a preocupação com o meio ambiente, o aumento da produtividade e principalmente uma atenção com os apelos da sociedade.

Títulos concedidos

Mestre e Doutor em Ciências, área de concentração em Fisiologia e Bioquímica de Plantas

 

Próximas defesas


DataHoraCandidatoTítulo do trabalho
17/11/2017
08h00
Ana Paula Preczenhak
Doutorado
Conservação da qualidade visual e dos compostos bioativos de beterraba minimamente processada