Aniversários da Esalq e da USP serão comemorados com maestria

Versão para impressãoEnviar por email
layout: Denise Guimarães

Como uma das mais tradicionais escolas de ensino superior gratuito, a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), prepara-se para comemorar seus 123 anos com muito magnetismo, pois estará ao lado da Universidade de São Paulo (USP) que, em janeiro deste ano, comemorou seus 90 anos. A dupla comemoração promete aos participantes uma programação especial que contemplará atividades de ambas as instituições.

Os participantes serão recepcionados pelos anfitriões do evento, Prof. Carlos Gilberto Carlotti Junior, reitor da USP, e pelo vice-diretor da Esalq, Prof. Marcos Milan. Durante as comemorações de aniversário, constam moção de aplausos, lançamentos de vídeo e de uma publicação institucional, finalizando com apresentação da Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP).

Moção de Aplausos

Uma moção de aplausos de número 23/2024, de autoria da vereadora Silvia Morales Martins, da Câmara Municipal de Piracicaba, será entregue à Universidade de São Paulo (USP) pelos seus 90 anos. Nela consta que a USP é considerada uma das maiores e mais importantes universidades públicas do Brasil e da América Latina. Leva em conta, ainda, que no município de Piracicaba, temos o Campus Luiz de Queiroz, onde funcionam a Esalq, uma das fundadoras da USP, e o Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena), que contribuem com relevantes atividades de ensino, pesquisa, ciência, tecnologia, inovação e extensão para que Piracicaba seja reconhecida como referência em ciências agrárias e ambientais.

Uma nova versão do vídeo institucional da Esalq será apresentada durante a cerimônia, além da publicação de um livro institucional, cujo conteúdo registra momentos que merecem aplausos do público. Ambos foram produzidos pela Divisão de Comunicação da instituição.

Orquestra Sinfônica da USP

Falando em aplausos, a cerimônia contará com a apresentação da Orquestra Sinfônica da USP, que estará presente para contemplar o público piracicabano com distinto espetáculo que homenageará Ernst Mahle, importante compositor e maestro teuto-brasileiro nascido na Alemanha, em 1939. Na ocasião, a OSUSP receberá a Osusp receberá Renato Kimachi e Emerson Teixeira, flautista e trombonista da Osusp, respectivamente, que apresentarão os solos musicais. As obras selecionadas são mescladas pelas culturas que compõem a vida do compositor e, para tanto, o repertório esbanja a diversidade cultural proveniente do berço germânico de Mahle, ao mesmo tempo em que demarca suas influências e paixões pela música brasileira. Mahle radicou-se em Piracicaba, onde fundou a Escola de Música de Piracicaba, importante celeiro de músicos e instrumentistas do município e de grandes concertos musicais. A regência do concerto estará a cargo do maestro André Bachur.

Por conta da limitação de lugares no Salão Nobre, é necessário confirmar presença na cerimônia de aniversário da USP e da Esalq, seguidas do concerto da Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP). Clique aqui e  confirme sua presença.

Clique aqui e  confirme sua presença

A OSUSP

Nascida em 1975, das mãos de um artista, Camargo Guanieri, maestro e compositor brilhante, importante referência cultural e de renome internacional, a OSUSP foi, em seu núcleo inicial, uma orquestra de cordas, que marcou suas performances pela excelência da música refinada dos grupos de câmera, com linguagem mais íntima e viés delicado.

Como maestro da OSUSP, muitas das obras escritas por Camargo Guarnieri tiveram sua estreia mundial durante as temporadas da orquestra. Guarneiri deixou em suas obras um generoso registro da genuína expressão da cultura brasileira. Inspirada por este gênio da composição, a OSUSP tem em suas raízes a força desta seiva.

Em 2002, a orquestra passou a ser sinfônica, com repertório mais amplo, porém nunca deixou o requinte, sua marca dos primeiros anos. Além da exímia performance apresentada nos palcos, no Brasil e no exterior, a OSUSP prima pela vanguarda e personalidade, fazendo de suas apresentações uma experiência vibrante para o ouvinte. Em suas apresentações, revela seu impulso criativo e profundo, evocando a imaterialidade da música com paixão e emoção.

Texto: Alicia Nascimento Aguiar (8/5/2024)